AS AULAS COMEÇARAM!













ACOLHENDO AS CRIANÇAS: QUESTÕES PARA PENSAR

As aulas começaram!
As crianças estão iniciando sua jornada letiva.
Uma semana de pura expectativa!
Sim, as crianças chegam às escolas infantis com muitas expectativas.
Você já pensou sobre as expectativas das crianças? 
Muitos compreendem esse tempoespaço de início das aulas como um período de adaptação.
Sugerimos redimensionar esse conceito. Ao invés de adaptação, em respeito às expectativas das crianças, destacamos esse momento, como um tempoespaço de ACOLHIMENTO.
Isso porque, quando acolhemos, não temos a pretensão de adaptar as crianças e sim de entendê-las, compreendê-las, e, a partir daí orientá-las e ensiná-las, com vistas a promover a constituição de sujeitos seguros, interessados pelas atividades escolares e pela vivência em comunidade com consciência crítica.
Desta forma, devemos receber as crianças com muito amor e carinho sem perder o rigor que a nossa profissão exige, de sermos professoras(es) com atitudes de educadoras(es).
Viver esse momento de acolhimento implica em viver a plenitude de ser educadora(or). Cada criança que chega e nos olha com olhar interrogativo, querendo saber e entender o que acontecerá naquele tempoespaço em que vai viver junto com outras crianças e outros adultos, alguns desconhecidos, outros conhecidos, mas, todos na situação de outro, revela a expectativa que tem do tempoespaço letivo que estamos preparando.
Assim, nos indagamos:
 __ Quem somos nós, esses outros que assumimos cada criança nesse início de ano letivo? 
Por isso, salientamos:
Acolhimento requer esperar as crianças todos os dias com um lindo sorriso. Olhar nos olhos de cada uma e dizer:
__ Que bom que você chegou!
Acolhimento requer orientar as crianças com segurança, estabelecer limites, compartilhar ideias, inclusive sobre como organizar a sala de aula, tempoespaço que viverão muitas experiências ao longo do ano.
Acolhimento requer estabelecer uma relação de confiança com as crianças, ter firmeza nas orientações, e sensatez quando precisar reconhecer que por ventura errou em alguma orientação.
Acolhimento requer diálogo, chamar atenção com voz mansa e exigir respeito com ternura. Lembremos que podemos estabelecer uma relação de autoridade sem perder o respeito. Orientações autoritárias não promovem formação de consciência crítica e nem garante respeito.
É nesse tempoespaço de início das aulas, que podemos estabelecer uma relação de respeito, de orientação e de verdadeira educação, com vistas a reconhecer a criança como um sujeito de direito, que tem o direito a um tempoespaço de ACOLHIMENTO.
Você que é educadora(or) na condição de professora(or), como você está acolhendo as crianças?
Você que é educadora(or) na condição de mãe e pai, como você está acompanhando o acolhimento da sua criança, nesse período de início das aulas?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A importância da rotina nos primeiros dias de inserção das crianças pequenas na escola

A ROTINA NA HORA DE DORMIR PARA O BEM ESTAR DAS CRIANÇAS

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR DE...