BRINCADEIRAS QUE PODEM AJUDAR AS CRIANÇAS A REVISAREM EM CASA OS CONHECIMENTOS ESTUDADOS

http://www.brincadeirasdecrianca.com.br/quadros.htm

O grande desafio para as crianças e para as famílias é compatibilizar momentos de brincadeiras e de estudos em casa.

Ana Maria Louzada[1]

As crianças podem e devem aprender brincando... As atividades diárias das crianças precisam ser instigadoras, desafiadoras e coerentes com o seu tempo espaço de vida... Tempo espaço da infância.

Bem, se compreendemos que as crianças podem aprender por meio das brincadeiras, precisamos ajudá-las a vivenciarem brincadeiras nos momentos de estudos desde que tenham relações com os conhecimentos trabalhados na escola.

Os deveres de casa podem ser mais criativos e instigadores quando realizados em situações lúdicas: jogos, brincadeiras, leituras, artes, etc.

No entanto, não basta brincar, isto é, não basta deixar as crianças brincando sem orientação adequada.

Estamos falando de brincadeiras enquanto atividades infantis que podem contribuir no processo de apropriação e revisão dos conhecimentos ensinados na escola.

Antes de realizar as tarefas recomendadas pela escola, procure inserir um tempo na rotina das crianças com brincadeiras que podem ajudar a compreender melhor os conhecimentos em questão.

Troque ideias com a escola sobre as brincadeiras mais adequadas, investigue quais atividades lúdicas atraem o seu filho e/ou a sua filha. Você vai encontrar o caminho mais eficaz.

Educar as crianças realmente não é fácil. Mas é fundamental que estejamos envolvidos em sua formação. Essa tarefa é nossa!

Alguns jogos educativos para auxiliar nas tarefas de casa

1- Obras de Artes com Palavrinhas

Fonte: http://www.silvioalvarez.com.br/site/

Você já organizou o cantinho de estudos com o seu filho e/ou a sua filha?

Então que tal decorá-lo?

A ideia mesmo é instigar a leitura de diferentes palavras.

Ofereça à criança várias revistas e/ou jornais que possam ser recortados. Discuta com a criança sobre os conhecimentos estudados na escola e proponha a pesquisa de palavras sobre o tema em questão.

Pode-se fazer de 3 a 4 quadros. Um em cada semana com temáticas diferentes. Assim, a criança não fica cansada e o ambiente de estudo vai ficando atrativo.

E o melhor, a criança vai aprimorando a pesquisa e a prática de leitura. Ler para produzir um lindo quadro pode ser uma descoberta incrível.

Essa é uma atividade lúdica muito importante no processo de apropriação da leitura e da escrita.

Materiais necessários: revistas e/ou jornais, tesoura sem ponta, cola, canetinha, durex colorido, caixa de papelão (ou tela de pintura), lacre da caixa de leite.



Revista para encontrar as palavras; tesoura para recortar; cola para colar; canetinha para as complementações que julgarem necessárias; caixa de papelão para fazer o quadro e colar as palavras; durex colorido para contornar o quadro criando uma moldura; lacre de caixa de leite para colar atrás do quadro com vistas a colocá-lo na parede e muitas ideias para incentivar a leitura.



As crianças amam essa atividade, que pode ser realizada com as crianças de 6, 7 e 8 anos que estão no ciclo da alfabetização.

Mas se elas estiverem mais adiantadas você pode organizar com elas quadros com palavras e/ou conceitos relacionados aos assuntos das matérias estudadas. Português, por exemplo você pode propor palavras com dígrafos, substantivos compostos, verbos, etc.

O mesmo pode ser feito com os conhecimentos de história, geografia, ciência, arte, etc.

2- Jogo de boliche com garrafa pet

Fonte: Artesanato Brasil

Para ajudar as crianças nas questões que envolvem conceitos matemáticos, a confecção de um jogo de boliche é muito legal. Ao invés de comprar um jogo pronto, construa com ela.

No processo de construção do jogo você pode orientá-la a organizar um projeto, destacando o objetivo da brincadeira, os materiais necessários, o modo de confeccionar e os momentos que poderão brincar.

Assim, no primeiro momento vocês podem organizar os materiais: 10 garrafas pet, que podem ser juntadas ao longo de um tempo, ou podem fazer campanha com os vizinhos.

Com as garrafas organizadas vão decidir como enfeitá-las, para que possam organizar os demais materiais necessários.

Algumas ideias

Fonte: http://professorajuce.blogspot.com.br

Fonte: http://brinquedotecapinda.blogspot.com.br

De posse dos materiais mãos à obra na confecção.

Com os boliches prontos vocês podem estabelecer os critérios de estudos com os mesmos. Tudo vai depender dos conhecimentos que precisam aprimorar, que pode ser desde percepção viso-motora onde o foco é o modo como a criança está lançando a bola para acertar os boliches, como noção de quantidade: quem derruba mais, e ainda, relação de número e numeral, quando a criança tem como objetivo registrar a quantidade de boliches derrubados e o numeral que a representa. 

Outras ideias vão surgindo com a prática do jogo de boliche. Reserve um momento na rotina de estudo para jogar com a criança e verá o quanto ela vai render nas tarefas propostas pela escola.

3- Lendo e contando histórias infantis

Fonte: https://br.pinterest.com/amlouzada1/eu-amo-ler/


Escolha com a criança uma boa história.

Ler um capítulo por dia e instigar a criança a vivenciar experiências de debates sobre o assunto, ajuda no processo de análise crítica sobre as leituras que estão aprendendo a fazer.

Além do debate a criança pode recontar a história oralmente ou desenhar sobre as questões relativas ao tema de discussão evidenciando a sua opinião.

É importante contar histórias que tenham a ver com os conhecimentos estudados na escola. Numa semana pode ser um livro que destaca questões de história, na outra semana questões de ciências e assim, com você pode ajudá-la a rever todas as matérias.

Se a história for pequena, pode ser contada e analisada num mesmo dia. Porém o interessante é a motivação que fica para o outro dia, quando a mesma é contada por capítulos.


4- Minecraft


Neste jogo, as crianças podem verdadeiramente soltar a imaginação para construir mundos formados de pequenos blocos virtuais. Com diversas versões disponíveis, dá para criar casas, monumentos, naves espaciais e até mesmo preparar uma receita de bolo dentro do game. Além disso, é colaborativo e estimula o trabalho em equipe, a tomada de decisões e o planejamento de ações.

Outras ideias vão surgindo com a demanda de estudos das crianças. Fiquem atentos e atentas que encontrarão o fio da meada de modo que poderão contribuir de forma significativa nas tarefas de casa.



[1] Ana Maria Louzada é Mestre em Educação, Orientadora Educacional, Escritora e Consultora em Educação.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A importância da rotina nos primeiros dias de inserção das crianças pequenas na escola

A ROTINA NA HORA DE DORMIR PARA O BEM ESTAR DAS CRIANÇAS

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR DE...