O SONO É BOM PARA O BOM HUMOR DAS CRIANÇAS


O SONO É BOM PARA O BOM HUMOR DAS CRIANÇAS

Ana Maria Louzada[1] 

Nesse post temos como objetivo, refletir sobre as implicações de uma boa noite de sono na vida das crianças, desde a sua mais tenra idade, com vistas a refletir sobre a influência do bom sono no bom humor infantil.

Quando as crianças não dormem bem, elas geralmente ficam irritadas, choram por qualquer coisa, demoram dormir na próxima noite, e assim, demonstram relativo estresse em relação às atividades diurnas.

Esse estresse gera um mau humor que em muitas situações comprometem as interações sociais das crianças, e nesse caso, pode afetar a sua autoestima, o conceito de si e dos outros, ou seja, o modo como se relaciona com as pessoas e com o mundo.

Para que possamos discorrer sobre as relações que existem entre uma boa noite de sono e o bom humor, é importante saber que o período diário de sono varia para cada tempo da infância.

- Os recém-nascidos precisam dormir de 14 a 17 horas por dia.
- Os bebês de quatro a onze meses de idade necessitam de 12 a 15 horas.
- As crianças de um a cinco anos de idade precisam de um período de 10 a 14 horas por noite.
- As crianças de seis a treze anos de idade, precisam de 9 a 11 horas de sono.[2]

Isso significa que ao cuidarmos das crianças precisamos ficar atentos(as) às mudanças que ocorrem em seus interesses e necessidades, conforme o período da infância em que se encontram, incluindo nesses cuidados o ciclo do sono, cujas necessidades são peculiares para cada período da vida.

Os bebês, por exemplo, precisam de mais horas de sono para acompanhar o rápido desenvolvimento do sistema nervoso e do seu crescimento em geral, indicando que o tempo do sono do recém-nascido é muito diferente dos bebês maiores e das crianças acima de um ano de idade.

No início o recém-nascido costuma acordar a cada 3 ou 4 horas e com o tempo vai aumentado gradativamente até 6 horas sem interrupções. Quanto menor o bebê, mais curto o período de sono, que pode acontecer no decorrer do dia e da noite.

Já as crianças entre um a três anos de idade, iniciam um tempo de sono noturno maior, de modo que podemos garantir uma média de dez a quatorze horas de sono por noite, independente das sonecas diurnas.

Além do sono noturno as crianças menores de um a três anos, necessitam de uma soneca diurna, tendo em vista que a mesma revitaliza, relaxa e aumenta a disposição. Em geral, as sonecas devem acontecer em dois momentos: uma pela manhã, entre 10h30 e 11h, e outra à tarde, entre 14h e 14h30. Daí a importância de um tempo de aconchego nesses horários na rotina das famílias e das creches.

Em relação às crianças que estão no período escolar, seja na educação infantil (quatro a cinco anos de idade) ou no ensino fundamental (de seis a treze anos), o tempo da infância é vivenciado por meio das atividades escolares e extraescolar, no decorrer do dia. Essas atividades têm exigências diferentes para cada tempo da infância, de modo que as crianças deixam de tirar as sonecas diurnas.

Bem, independente da soneca diurna, o sono noturno é muito importante, pois além de as crianças relaxarem, são produzidos hormônios importantes para o fortalecimento do sistema imunológico, além do desenvolvimento emocional e intelectual, pois o sono na fase REM proporciona a consolidação do que foi aprendido durante o dia e o desenvolvimento da memória, promovendo uma sensação de bem estar.

Como podemos perceber, em todos os períodos da infância o tempo do sono noturno é de extrema importância, devido às suas implicações na esfera emocional, intelectual e imunológica.

No caso do desenvolvimento emocional, foco das nossas reflexões, destacamos a relação que existe entre a vivência completa do ciclo do sono e o bom humor.

Como estamos falando sobre a relação do sono com o humor infantil, é importante chamar atenção para a organização do ambiente emocional que envolve a rotina diária - tempos, horários e atividades nos momentos que antecedem a hora de ir pra cama, sem deixar de considerar o ambiente físico - a organização do quarto e demais ambientes da casa.

Se desejamos formar crianças bem humoradas, precisamos primar pela qualidade do sono, que por sua vez exige qualificar as experiências cotidianas das crianças, principalmente aquelas vivenciadas nos momentos que antecedem a hora de ir pra cama.

Na organização do espaço tempo de dormir é fundamental levar em consideração, alguns aspectos, tais quais: luminosidade, ventilação, cor e acústica, de modo que ajude no aconchego e no relaxamento das crianças.

Clique aqui e conheça algumas ideias para a decoração do quarto do bebê, que vai ajudar na qualidade do sono durante o dia e durante a noite.

Na organização do ambiente emocional é importante considerar a ideia de que as crianças não dormem em qualquer lugar. Ambientes com excessivos barulhos, com muita luz e com muitas informações visuais podem dispersar ou até mesmo interferir no relaxamento profundo, tão necessário ao seu equilíbrio emocional e, consequentemente no seu humor ao longo do dia.

Daí o cuidado de não abarrotar o ambiente de dormir com muitos brinquedos. É bom deixar ao seu alcance objetos que possam relaxar. Alguns combinados sobre quais brinquedos devem manusear nesses momentos é muito importante. Leia mais aqui

É fundamental saber que ao escurecer o organismo libera a melatonina, o hormônio do sono, tão importante para as crianças.

É por isso, que diminuir a intensidade das luzes da casa ajuda a criança a se acalmar. A luz acesa pode interferir na produção de melatonina. Mas se a criança não consegue dormir com o ambiente escuro, deixe a luz mais fraca.

Considerando tais questões, vale enfatizar que é muito importante habituar a criança dormir cedo, por volta das 20h, todos os dias. Isso vale para as crianças de até cinco anos de idade. Já para as crianças de seis a treze anos de idade é recomendado que se inicie o tempo do sono às 21h.

Dormir nesses horários visa à garantia da vivência completa do ciclo do sono, pois logo que o dia começa a clarear elas despertam, demonstrando bem estar, tendo em vista, que além da melatonina (hormônio do sono), também são liberados o hormônio do crescimento (a somatotropina) e o hormônio da saciedade (a leptina).

Daí que, garantir a vivência completa do ciclo do sono, ajuda na produção dos referidos hormônios e consequentemente no fortalecimento do sistema imunológico e no bem estar das crianças.

Isso indica que, não há necessidade de acordar o bebê para mamar durante a noite, a não ser por recomendação médica ou se for recém-nascido.

Como podemos ver, o ciclo do sono é de extrema importância no processo de desenvolvimento das crianças, tanto em relação aos aspectos físicos (crescimento, reposição de energia, fortalecimento do sistema imunológico, etc.), aos aspectos intelectuais (consolidação do que foi aprendido durante o dia), como nos aspectos emocionais, que estão diretamente ligados ao humor infantil.

Se a criança está bem fisicamente, intelectualmente e emocionalmente, possivelmente se revela uma criança bem humorada, comprovando que uma boa noite de sono é fundamental para o seu bom humor.

______________________________
[1] Orientadora Educacional, Mestre em Educação/UFES, Autora de vários artigos e livros sobre temas educacionais.
______________________________
Referências

COLEÇÃO: Cultivando o Bom Humor Infantil




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A importância da rotina nos primeiros dias de inserção das crianças pequenas na escola

A ROTINA NA HORA DE DORMIR PARA O BEM ESTAR DAS CRIANÇAS

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR DE...