Pular para o conteúdo principal

PALESTRAS

Faço palestras para famílias, comunidades, escolas, secretarias de educação, faculdades e empresas interessadas em temas educacionais e motivacionais.

Alguns temas mais requisitados:
  1. Educação e Diálogo: fundamentos e princípios.
  2. Famílias, Escolas e Filhos(as): uma interlocução necessária.
  3. Educar as crianças por meio dos diálogo.
  4. A importância da refeição em família.
  5. Empoderamento das mulheres... mães e trabalhadoras.
  6. As implicações do vínculo familiar no desenvolvimento afetivo, intelectual e social dos(as) filhos(as).
  7. Consumismo Infantil: cuidados importantes
  8. Conversas Cotidianas em Família: O que estamos ensinando aos (às) nossos(as) filhos(as)?
  9. Educação dos(as) filhos(as) em tempos atuais: desafios das famílias
  10. Erros que devemos evitar na educação dos(as) filhos(as)
  11. Etc.

Gostou dos temas?
Se o seu interesse é por outro assunto, entre em contato que organizamos a palestra conforme a sua necessidade.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

BOAS GARGALHADAS AJUDAM NA FORMAÇÃO DE CRIANÇAS BEM-HUMORADAS

Dar boas gargalhadas sobre diferentes situações engraçadas e desafiadoras pode ajudar as crianças no exercício do bom humor.


Desde pequeninas, as crianças nos surpreendem com intensas risadas, que geralmente nos contagiam.
Isso mesmo, a gargalhada contagia, alegra e atrai as pessoas com as quais estamos nos relacionando.
É com base nessas premissas, que hoje destaco a importância da gargalhada na formação de crianças bem-humoradas.
Você já percebeu, que ao nos envolvermos com as crianças, quando participamos das suas brincadeiras e dialogamos com as suas ideias nos surpreendemos com boas gargalhadas?
Saiba que esses momentos são importantíssimos para a sua formação, pois quando elas se percebem correspondidas, numa relação de alegria, se desenvolvem emocionalmente e socialmente com mais qualidade.
Daí a importância de educá-las com bom humor. E a gargalhada é uma indicação prazerosa, para as crianças e para quem as educa.
Isso porque, a gargalhada desencadeia uma série de reações fisiológica…

UM BOM EXEMPLO VALE POR MIL PALAVRAS...

UM BOM EXEMPLO VALE POR MIL PALAVRAS...
Ana Maria Louzada
É um equívoco exigir das crianças, atitudes que não são vivenciadas por quem educa.  Os pais e as mães, bem como as demais pessoas que cuidam das crianças são suas referências.  Cada detalhe das suas ações cotidianas é apropriado pelas crianças. Por isso, um bom exemplo vale por mil palavras...  A criança observa quando alguém diz para falar que não está ao tocar o telefone; quando a obriga comer determinados alimentos, mas que também deixa de comer outros; quando diz que não se deve ficar muito tempo na televisão, mas passa o dia assistindo seus programas preferidos, etc.
Você também pode gostar de ler

VOCÊ SABE O QUE É PRECISO PARA EDUCAR AS CRIANÇAS?